O chip que pode ser implantado sob a pele.


"A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis" (Ap 13.16-18).
A discoteca espanhola Baja Beach Club em Barcelona começou a usar, pela primeira vez no mundo, algo semelhante à marca descrita no último livro da Bíblia... Os clientes habituais da discoteca podem mandar implantar um chip no braço. Além dos dados pessoais ele terá capacidade de armazenar seu saldo. Na entrada, os clientes "chipados" serão facilmente identificados através de um leitor de raios laser e os garçons poderão debitar as despesas diretamente no braço do cliente. Quando o saldo acabar, bastará recarregá-lo.
O chip é um produto da empresa norte-americana Applied Digital Solutions... Seu plano é implantá-lo no maior número possível de pessoas.
Localização via satélite (GPS).
Chips com outras capacidades estão sendo desenvolvidos e usados nos Estados Unidos, por exemplo, para aumentar as vendas da multinacional de bebidas Coca-Cola. Ela lançou uma campanha de marketing centrada em 120 latas de refrigerante especiais. Sua aparência e seu peso não permitem reconhecer que estão equipadas com telefone celular e um chip GPS (Global Positioning System). Os felizes compradores das latinhas premiadas devem identificar-se por telefone notificando seu achado e levar a latinha sempre consigo até que uma equipe da Coca-Cola os localize para informá-los sobre seus prêmios".
Essas notícias comprovam a atualidade das afirmações bíblicas! Como é possível que alguém, há dois mil anos atrás, distante de todas as possibilidades tecnológicas de hoje, tenha descrito tais desenvolvimentos? Em Apocalipse 13 são relatados acontecimentos que se dariam apenas nos tempos finais, pouco antes da volta de Jesus. O idoso apóstolo João, que vivia exilado na ilha de Patmos, escreveu que, no fim dos tempos, as pessoas iriam receber uma marca em sua mão direita ou em sua fronte, e que poderiam comprar ou vender apenas com ela. Além disso, ele fala de uma imagem que teria fôlego e falaria (Ap 13.15). Como ele podia ter a certeza e a "ousadia" de escrever algo assim? Naquela época, suas afirmações estavam bem longe da realidade. Além disso, o que significavam suas palavras? Que valor tinham essas descrições minuciosas de algo que ninguém conhecia? Será que João não temia cair no ridículo ou não havia o perigo da Bíblia ser posta de lado por ser considerada uma coleção de fábulas? Qualquer "ser pensante" – caso a Bíblia fosse um "conto de fadas" – teria evitado fazer afirmações desse teor, preferindo escrever coisas mais genéricas, pensamentos filosóficos ou literatura poética. Mas João estava absolutamente convicto de que tudo o que viu e escreveu correspondia integralmente à verdade.
A Bíblia não é, de forma alguma, um livro de contos. Ela é a revelação divina à humanidade. Só um Deus que conhece os mínimos detalhes do futuro e dos processos históricos pode mandar escrever fatos futuros através da inspiração de Seu Espírito. Somente Deus sabia de antemão que aproximadamente mil e novecentos anos mais tarde um aparelho iria influenciar o mundo através de uma imagem que fala e se move. Somente um Ser Supremo poderia saber que dois mil anos depois seria possível implantar um chip sob a pele. Apenas Ele poderia mandar predizer que essas coisas incomparáveis iriam acontecer. Somente um Deus que é a Verdade poderia anunciar algo tão "inacreditável" para provar que Sua Palavra é verdadeira e que podemos crer em tudo o que Ele diz. O Senhor Jesus expressou essa verdade ao dizer: "Desde já vos digo, antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais que EU SOU" (Jo 13.19).
A última fase do fim dos tempos teve início com o ajuntamento dos judeus em sua pátria e com a fundação do Estado de Israel em 1948. Praticamente em paralelo, os processos em desenvolvimento no nosso mundo se direcionam em ritmo cada vez mais acelerado para o cumprimento do Apocalipse.
"Quem não se deixa vencer pela verdade divina será vencido pelo engano", disse Agostinho. Não resta muito tempo para ridicularizar a Bíblia, pois a seriedade de suas palavras é muito evidente! (Norbert Lieth http://www.chamada.com.br)


Por Jones Borges
jones de oliveira borges

75 MIL BRASILEIROS PODERÃO SER MARCADOS, COM

 UM "MICROCHIP TRANSMISSOR"



Talvez as histórias de ficção científica devessem ser ensinadas nas escolas: o futuro está chegando, com uma empresa privada marcando você como gado, controlando seus passos, controlando seu comportamento e sabendo mais sobre sua vida do que você mesmo.


E que governo não gostaria de controlar estes dados? Mas será que o governo brasileiro vai permitir isso?
A empresa VeriChip Corp assinou um contrato de distribuição exclusiva no Brasil do VeriChip RFID, para a implantação de milhares de chips localizadores subcutâneos modelo Solusat.
Mais de 800 unidades já estão sendo preparadas para chegar ao país.

Por meio deste chip, inicialmente instalado somente em gatos, cachorros e corpos de soldados americanos no campo de batalha, qualquer pessoa pode ser localizada em qualquer lugar do planeta, a qualquer hora, por meio de scanners localizadores especiais.
Quando o scanner é aproximado da pessoa, o chip “liga”, enviando um número de registro com todas as informações do usuário diretamente para os computadores de controle.
A empresa já anunciou que, brevemente, a localização será feita diretamente por satélites.

Nos Estados Unidos a FDA (Food & Drug Administration) está proibindo a venda casada com informações sobre os cidadãos americanos. Por isso a empresa se voltou para a América do Sul e alguns países europeus.

Nos Estados Unidos, há divergências nas informações, de que poderá ser exigido que os  viajantes que entrem no país, no futuro usem, obrigatoriamente, o chip - informação negada, naturalmente.

Uma informação foi dada pela revista Business Wire, garantindo que mais de 5000 chips localizadores já foram encomendados pelo Brasil e pelo México.

A empresa Metro Risk Management Group - LCC, é o distribuidor exclusivo do sistema no Brasil.
A organização controladora da VeriChip é a Applied Digital Solutions, Inc. 

Em um artigo publicado em janeiro de 2002 na EETimes, a empresa controladora informou que este é um mercado que pode gerar "70 bilhões de dólares por ano".

O VeriChip é um microchip transmissor, implantado sob a pele, que emite um sinal localizador de rádio (radio frequency identification, RFID) que, segundo a empresa, pode ser usado para uma "variedade de situações de segurança: análises, exames físicos e emocionais, localização, identificação de emergência e outras aplicações".

Especialistas em liberdades individuais dos Estados Unidos destacam as "outras aplicações" e o risco de que, no futuro, todas as pessoas sejam forçadas a ter implantes identificadores no corpo.
Isto permitirá que organizações, dos mais diversos tipos, e até mesmo os governos, fiquem totalmente informados sobre quem é você, onde você vai (durante toda a vida), o que você faz, o que você come, o que e quanto você bebe ou fuma, onde e com quem você convive e uma infinidade de outras informações sigilosas e particulares.
Use a sua imaginação para saber que tipo de dados estarão nas mãos de algumas poucas pessoas e empresas e/ou entidades fiscalizadoras e controladoras.

Uma população totalmente controlada seria um prato perfeito para uma nova ditadura mundial.

A própria empresa informa que os chips podem ser usados para “defesa nacional” e, podemos avaliar o que isso significa para os governos de qualquer país,  em qualquer que seja a época.
O que a empresa objetiva é que cada pessoa tenha um chip verificador para entrar em instalações privativas  do governo (usinas nucleares, laboratórios nacionais de pesquisa, prisões e/ou outros lugares “exclusivos”).
E, também, em áreas de embarques aéreos,  terrestres, fluviais ou marítimos "para facilitar o trânsito das pessoas e acelerar o gerenciamento de transportes".

O sonho de ditadores está se tornando realidade.
E, por incrível que pareça, agora o Brasil é o país do “futuro”.
A empresa vai  divulgar que, brevemente, estará no mercado o VeriPass e o VeriTag, que permitirão associar o número da pessoa a sua bagagem (antes e depois da viagem), aos bancos de dados das companhias aéreas e aos serviços de segurança policial.

Em um país como o Brasil, no qual criminosos se elegem a cargos públicos, para se protegerem da justiça e onde a polícia tem parte de sua corporação dominada por “funcionários criminosos", não irá sobrar nenhuma testemunha, já que qualquer testemunha terá seus passos e ações registrados.

Naturalmente, haverá uma afirmação de garantias de que a privacidade das pessoas será mantida e que ninguém mais saberá quando você foi até a igreja, comeu pizza ou fechou um negócio internacional.
Mas todas essas garantias, como sempre, serão esquecidas e superadas pelos criminosos e pelos futuros governantes ou ditadores que assumirem este ou qualquer
outro país. São garantias falsas. Ponto final.

A mentirosa explicação de que os celulares pré-pagos precisavam ser registrados para evitar que fossem usados pelo crime organizado serviu apenas para criar bancos de dados milionários para as empresas de telecomunicações e para redes internacionais de controle.
Basta dar o nome completo ou o CPF de um brasileiro para algumas empresas americanas e pagar uma quantia em dólares para ter o número de celular desta pessoa, seus dados pessoais, as informações do banco de dados do Serasa (sim, aquela mesma organização que garante que isso não acontece) e até o movimento bancário dessa pessoa.

Ilegal, perigoso e controlado por grupos privados não-brasileiros. Receita para o desastre.
O chip também tem um lado bom. Usuários de marca-passos e outras pessoas que precisam ser identificadas rapidamente, com seu histórico médico, poderão ser salvas pelo sistema.
Na verdade, a empresa usa este "marketing" para conseguir dar os primeiros passos no mercado.
Em um país cheio de sequestros, como o Brasil, o sistema também ajuda um pouco. Pois logo os satélites americanos já estarão aptos a registrar a posição dos usuários em tempo real em qualquer lugar do planeta e os sequestradores poderão ser detectados, rapidamente.
Isso até que comecem a abrir a pele dos sequestrados, para que verifiquem se estão usando um localizador.

Segundo as informações divulgadas pela empresa, 800 chips estão sendo enviados para o Brasil, além de 24 scanners de detecção.
O acordo para distribuição no país tem duração prevista de 5 anos nos quais 75 mil chips de identificação poderão ser implantados, ainda, com uma devida autorização, em qualquer brasileiro.
Está prevista, também,  a futura contratação de 3.800 scanners de detecção.

Como diz a música de Zé Ramalho , "Povo marcado, ê, povo feliz".
Fonte: Business Wire

6 comentários:

Older disse...

Oi Valqiuiria, bom dia, não sei o pq vc não recebe as atualizações, estas coisas de internet que ninguém explica. Quase não venho mais por aqui, falta tempo, escolho um dia postos as coisas, deixo programado por uns 15 dias ou mais e desapareço de novo. Espero que tudo esteja bem, bjs e bom feriado.

Mgomes - Santa Cruz disse...

Valquiria: Gostei do teu texto, para que não sabe dessas coisas é uma boa informação.
Beijos
Santa Cruz

Ana disse...

Olá Valquiria
Bom texto que nos leva a pensar.
Não o que dizer sobre esta situação, nos tempos presentes, só não vê quem não quer!!!!

Um abraço de muito carinho e amizade
Ana Paula

Baby disse...

Olá Valquíria, voltei ao blog e como tal, vim fazer-te uma visita de cortesia.
Os teus textos são sempre muito instrutivos e é um gosto lê-los.
Beijinhos.

Graça Pereira disse...

E no meio de tudo isto...onde fica a liberdade??? Deus deixou-nos livres e o homem aprende a castrar o seu irmão! Aonde nos levará mais as novas tecnologias? Ao serviço do homem ou este ao serviço delas???
beijo amigo.
Graça

Valéria Gomes disse...

Olá, Valquíria!!!
Bom estar aqui!!!

Beijo grande no coração!!!