ESTUDO

Criação versus Evolução



Introdução e Outras Informações
Desde que Charles Darwin surgiu com a sua teoria da evolução, a maioria dos cientistas e até as pessoas comuns lhe deram crédito o bastante para acreditar incondicionalmente na sua teoria. Alguns deles até ridicularizaram a idéia de um mundo criado por um ser superior. Eles parecem não dar importância alguma às descobertas que alguns cientistas fizeram sobre a teoria de Darwin, descobertas que desaprovam a mesma. Essas pessoas não sabem, ou então não querem saber que existe evidencia que comprova a teoria da criação.

Ao passar dos anos, desde que a teoria de Darwin foi criada, a evolução foi considerada uma verdade inquestionável. Dentro da comunidade cientifica, quem quer que surja com perguntas não respondidas sobre a teoria da evolução ou perde o crédito dentro da comunidade ou é silenciado pela mesma. Enquanto esses cientistas forem silenciados, o mundo não saberá que existem evidencias que disprovam a evolução. No livro Os Fatos Sobre Criação e Evolução, Dr. A. E. Wilder-Smith menciona dois exemplos de cientistas que foram silenciados pela comunidade cientifica (Weldon, 19-20). Isso pode nos levar a pensar: o que eles querem esconder?
As Teorias da Evolução
A teoria da evolução é baseada nos princípios de seleção natural e mutação. A idéia de seleção natural ou sobrevivência do mais forte, é o que rege a vida. De acordo com Darwin, ou evoluímos ou morremos (Zimmerman, 123). Então, os organismos são forçados a sofrer mutações nos seus genes em um processo conhecido como pressão de mutação. Esses organismos que tem mutações benéficas são os que mais provavelmente sobreviverão (Zimmerman, 138). De acordo com os evolucionistas, essas mutações ocorrem espontaneamente em um a cada 10,000 ou talvez 100,000 anos (Zimmerman, 137). Os geneticistas acreditam que a pressão da mutação é o mecanismo que faz a evolução 'funcionar' (Stebbins, 45).
Alguns cientistas acreditam que essas mutações ocorrem por causa do cruzamento entre espécies diferentes, eles chamam isso de recombinação genética. (Stebbins, 25) Segundo esta teoria, o cruzamento de espécies diferentes poderia enriquecer seus conjuntos de gene, assim, fazendo seleção natural e mutações ocorrerem mais facilmente ("Teoria de Evolução" 1).
Ainda, há teorias que tentam explicar evolução de uma forma diferente. Uma das mais conhecidas é a teoria de equilíbrio pontuado. Esta mais teoria recente tenta encher o intervalo no registro dos fósseis por causa da falta total de fósseis do transitivos.
A teoria de equilíbrio pontuado declara que as mudanças foram rápidas e não lentas como Darwin argumentava. Segundo esta teoria, as mudanças foram rápidas e drásticas. Isto poderia explicar por que não há fósseis transitivos para servir como evidencia à teoria do evolução ("Punctuated Equilibrium" 1). Segundo esta teoria, até mesmo no início dos tempos, mudanças poderiam ter sido rápidas e drásticas. O registro de fósseis apoia a idéia de uma explosão de organismos nascendo ao mesmo tempo (Zimmerman, 122). Isto deve ter começado há uns 3.5 bilhões anos atrás (Stebbins, 9-10).
Outra teoria de evolução é o chamado nascimento independente de organismos. Esta teoria tenta explicar como os primeiros organismos vieram para vida e se desenvolveram sem a necessidade de evolução. O autor discute que não um, mas muitos organismos nasceram ao mesmo tempo. Assim, ainda que evolução tivesse ocorrido independentemente, organismos que vivem hoje não são ligados por antepassados (Senapathy, 1-9).
Essas teorias do evolução (exceto por essa última) assegura que a semelhança entre organismos é um sinal de que eles são ligados por antepassados comuns. Eles usam a evidência de fósseis para provar sua teoria. Segundo eles, há fósseis que provam que o ser humano se desenvolveu por toda a história. Algumas destas evidências são os fósseis de Neandertáis, Australopithecus e Cro-magnon. Eles asseguram que esses são nossos antepassados de muito tempo (Zimmerman, 108).
Problemas com a Teoria da Evolução
Embora aparentemente a teoria de evolução faça sentido, se você olhá-la cuidadosamente, você notará que ela tem algumas falhas maiores. Ela vai contra algum das leis mais das básicas da natureza, não unicamente a termodinâmica, mas também DNA e probabilidade.
Termodinâmica
Termodinâmica é uma lei física que declara todos os sistemas complexos tendem a tornar-se mais simples ao longo do tempo (Taylor, 2). Segundo a lei da termodinâmica, um sistema pode unicamente aumentar sua complexidade se uma quantia enorme de energia for gasta. Como o Criacionista Paul Taylor disse:
"Se evolução é verdadeira, deve haver uma força extremamente poderosa ou um mecanismo em trabalho no cosmos que pode firmemente derrotar a tendência ao caos provada pela segunda Lei. Se tal uma força importante ou mecanismo está em existência, isto poderia parecer isto aparentemente deveria estar completamente óbvio para todos cientistas. Ainda, o fato que, nada assim já foi encontrado (Taylor, 4)."
Para colocar isto ainda mais claramente, a teoria do evolução declara que acima dos anos, os átomos se organizaram em um caminho mais organizado que poderia ser benéfico. Este argumento é refutado pela Segunda Lei da Termodinâmica, desde isto declara que sem uma quantia grande de energia gastada, coisa alguma pode tornar-se mais complexa (Taylor, 2). Entretanto, o corpo de nenhum ser humano ou animais têm esta quantidade de energia para gastar com a evolução. Essa energia é gasta em ações e pode unicamente ser adquirida por comida. A 2a Lei não vai contra seleção natural, mas ela refuta maiores mutações.
O Evolucionista Jeffrey S. Wicken uma vez disse sobre o relacionamento entre evolução e a 2a Lei: "A flecha do cosmológica gera desordem ao passo que a flecha do evolução gera complexidade (Taylor, 3)."
Há, entretanto, alguns evolucionistas que insistem que a 2a Lei não se aplica à Terra já que ela é um sistema aberto (significando que ela recebe energia de fora do sistema). Embora seja verdade que a Terra recebe energia do Sol, essa energia é térmica. Este tipo de energia unicamente aumenta o entropia (desordem), assim, a 2a Lei se aplica à Terra (Taylor, 4).
DNA e Mutações
Outra falha na teoria de evolução tem haver com DNA. No tempo que Darwin e Lamark formularam suas teorias, eles nada sabiam sobre os caracteres de Mendel. Entretanto, o co-desenvolvedor da teoria da evolução, Wallace, que viveu mais que ambos uma vez disse: "...a essência dos caracteres do Mendel é a sua rigidez. Eles são transmitidos sem variação, e portanto, exceto pelo mais raro acidente, nunca podem tornar-se adaptado para qualquer condição variada ("Scientists Talk About DNA" 3)."
A. M. Winchester disse que: "...mais de 99% de todas mutações são nocivas (Zimmerman, 137)."
É importante notar que esta opinião é geralmente aceita por geneticistas. O que isto prova é que mesmo que hajam oportunidades para mutações menores ocorrem, quase todas serão nocivas.
Quanto ao 1% que é benéfico, isto tem sido calculado que mesmo que isto ocorra as oportunidades são que 1 em 10,000 destas mutações podem contribuir permanentemente e sejam incorporadas dentro o estoque de uma espécie (Zimmerman, 138).
Esses números e fatos acima fazem referência unicamente à mutações pequenas, em relação às mutações maiores, como sugeridas por equilíbrio pontuados as chances são ainda menores. Algumas características complexas como penas, dentes, circulação, e ossos da baleia dentre outros não podem mudar devidos ao acúmulo de genes selecionados naturalmente ou a mutações (Zimmerman, 138). Evolucionistas discutem que o ambiente é que influencia as mutações, entretanto, o ambiente pode unicamente afetar o organismo fisicamente, isto não pode alterar-se a estrutura molecular do DNA (Stebbins, 37).
Seres Humanos e Macacos
A parte mais absurda da teoria da evolução é a que se refere ao fato que seres humanos vieram dos macacos. A única evidência considerada é a semelhança física e os fósseis, supostamente, de antepassados humanos. Evolucionistas reclamam que a semelhança do DNA entre os seres humanos e macacos é uma prova que seres humanos vieram dos macacos. Mas, pode um evolucionista realmente afirmar que isto é uma prova (Batten, 4)?
Primeiramente, é absolutamente incorreto para afirmar que o DNA de seres humanos e chimpanzés são 96% parecidos. Dr. Batten explica isto ao dizer: "O DNA de nenhum ser humano ou macaco está sequer perto de ser totalmente mapeado, de modo que a uma comparação correta não pode ser feita (Batten, 3)."
Dr. Batten também declara que mesmo que o DNA do ser humano do macaco fosse 96% parecido, ainda haveriam os 4% que contem informação o suficiente para encher completamente 12 milhões pares de fundamentos (do DNA). Isto é seguramente um obstáculo impossível para mutação (Batten, 4). Ele também diz que o DNA é semelhante para que nós possamos todos comer as mesmas coisas, porque se nosso DNA fosse completamente diferente, nós não seríamos capazes de digerir a comida do mesmo modo (Batten, 2). A semelhança está também uma prova que não menos do que as existências vivas foram criadas pelo mesmo um criador único ao invés de muitos (Batten, 1).
Considerando que isto 96% semelhança é verdadeira, esta ainda faz não meio que seres humanos e chimpanzés tenham antepassados comuns ("molecular" 1). Por exemplo, algumas espécies de sapos parecem ser semelhantes, mas no nível molecular são tão diferentes de si como baleias são de morcegos ("molecular" 1).
A Evolução Humana
Os evolucionistas são orgulhosos para mencionar as descobertas arqueológicas que podem talvez nos levar a pensar que a evolução é possível. Algumas destas descobertas são os fósseis dos Cro-magnon, Neanderthal, e Homo Erectus. Mas, observações feitas por alguns cientistas podem provar que essas não são exatamente uma prova da evolução.
O Australopithecus, por exemplo, que foi o antepassado mais conhecido da humanidade, provavelmente viveu durante o mesmo tempo que os primeiros seres humanos viveram. Isto foi descoberto porque em um sitio arqueológico onde um Australopithecus foi encontrado, havia ferramentas perto dos seus fósseis. Assim, desde ferramentas foram supostamente desenvolvidas apenas milhares de anos mais tarde, eles devem ter vivido mais tarde do que se é pensado (Zimmerman, 129-130). Lá tem também estão algumas descobertas interessantes sobre os Cro-magnon. Eles devem ser considerados humanos porque seus fósseis exibem muitas características humanas, especificamente aquelas do que hoje em dia pode se considerar um negro(Zimmerman, 131). Os Cro-magnon também têm uma caixa craniana muito maior do que a do homem 'moderno'. Isto não é evolução, é regressão (Zimmerman, 131). Quando considerando esses fósseis, um devemos também ter em mente que alguma destes pode ser seres humanos anormais ao invés de formas pre-humanas existentes. Alguns seres humanos com deformidades foram confundidas com formas de vida pre-humanas (Zimmerman, 129).
Evolução, a Teoria Imaginária
A ciência é classificada pelo Dicionário Americano De Oxford como: "...Ciência... um ramo de estudo que tem relação para um corpo sólido de verdades demonstradas ou com observações de fatos classificados sistematicamente mais ou menos ligado e apresentado sob leis gerais, que inclui cofre (como para confiar eles) métodos à descoberta de novas verdades em seu domínio (Weldon, 14)."
Mesmo que a teoria da evolução use métodos científicos, ela mesma não é científica porque ela tem poucas, se qualquer, 'verdades demonstradas' ou 'fatos observados' (Weldon, 14-15).
Wysong observa: "Evolução não foi formulada através do método científico verdadeiro. Eles (esses cientistas) compreendem que aqueles meios de evolução o formação inicial de organismos desconhecidos, de produtos químicos desconhecidos, em uma atmosfera desconhecida ou oceano de composição desconhecida, sob condições desconhecidas, em que organismo foi para cima uma escala de uma evolução desconhecida, deixando evidência desconhecida (Weldon, 14)."
Zoólogo Dr. Fleischman disse: " A descendência da teoria Darwiniana não tem um único fato para confortar isto na natureza. Isto não é resultado de observação científica, mas puramente um produto de imaginação ("Cientistas Falam Sobre Evolução" 1)."
Evolutionist G. Ledyard Stebbins também disse: "Seleção natural foi uma hipótese não testada assim, teoria de Darwin confia na imaginação (Stebbins, 38)."
Charles Darwin não identificou o mecanismo correto de hereditariedade; ele fez isto para cima. Isto é óbvio desde naquele tempo, ele não tinha nenhum conhecimento dos caracteres do Mendel, nem das descobertas que foram recentemente feitas com respeito ao DNA e RNA. Assim, tudo que ele podia fazer era usar sua imaginação e tentar adivinhar o mecanismo usado pela evolução.
Evolução Hoje
Segundo Ledyard Stebbins, autor de Darwin ao DNA, Moléculas para Humanidade: "...de qualquer modo a todo tempo populações estão se desenvolvendo em algum lugar no mundo (Stebbins, 4)."
Se isto é verdadeiro e evolução ocorreu no passado, por que ela parece parar? Por que não podemos ver organismos se desenvolvendo? Por que a evolução só parou agora que nós somos capazes de observá-la?
O criationista John Weldon Cristão escreveu: "Todo os dados verificados no biociências mostram que a evolução não está ocorrendo hoje, não menos do que os dados reais no geociências mostram que isto não tem ocorrido no passado, e todos dados genuínos nas ciências que são baseadas em fatos físicos mostram que isto é absolutamente impossível. Não entanto, a evolução é quase universalmente aceita como um fato em todas ciências naturais (Weldon, 17)."
Probabilidade
Você deve compreender que os obstáculos para evolução não são unicamente na área de ciência, mas também da probabilidade. As chances que um DNA com 84 nucleotídeos se forme é 1 em 480.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000. Qualquer chance menor que 10.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 é considerada matematicamente impossível. Assim desde que algumas das bactérias mais simples têm um DNA com 3.000.000 nucleotídeos, é impossível que o DNA tenha se formado por coincidência ("Cientistas Falam Sobre DNA" 1).
Segundo os evolucionistas, a evolução levou milhões de anos para começar, até mesmo nos primeiros organismos (Stebbins 10) e também em alguns formados mais tarde (Zimmerman, 123). Se é verdade, por que como formas de vidas tão complexas como seres humanos existiriam hoje. Eles não parecem calcular corretamente, ou trilhões de anos poderiam ser necessários para organismos complexos como seres humanos se formar.
Fósseis Transitivos
Aos arqueologistas há décadas tem procurando fósseis transitivos que possam provar o elo entre as espécies, ou até mesmo qualquer espécie desenvolvida de qualquer modo. Entretanto, o registro geológico falha em fornecer-nos com fósseis transitivos. Se a teoria da evolução é verdadeira, onde estão eles (Zimmerman, 124)?
No livro A Origem do Charles Darwin De Espécie duvidado da sua própria teoria por dizer: "De acordo com esta teoria, inúmeras formas transitivas deveriam existir. Por que não os encontramos eles enterrados na crosta de Terra? Por que eles não estão em toda a natureza em confusão (ou espécie mestiças) ao invés de existir, como nós os vemos, claramente discernidas ("Cientistas Falam Sobre Evolução" 2)."
Criação
A teoria de criação suporta a idéia que o mundo foi criado pelo Deus todo poderoso que é mencionado nas Sagradas Escrituras, a Bíblia. Segundo esta teoria, o mundo foi criado em 6 dias e tem mais ou menos 6,000 para 10,000 anos("Evidenciam para um Mundo Jovem", 1). Esta teoria é suportada pela evidência fornecida na Bíblia. A diferença principal entre os evolucionistas e os criacionistas é que os evolucionistas necessitam de evidências substanciais (verdades demonstradas ou fatos observados), enquanto criacionistas acreditam pela fé (Hb. 11: vs 3).
A Bíblia não tenta usar termos científicos para explicar como o universo foi criado. É simples, Deus o fez em 6 dias (Gn. 1:vs1-8). Isto está claro quando se declara que todas as coisas foram por Jesus, e para Ele (Col. 1:vs15-18). A evidência verdadeira para criação não está em leis científicas ou em soluções racionais, mas sim na experiência com Deus. A evidência verdadeira está em simplesmente saber, de uma forma que não se pode explicar e não é racional. Você simplesmente sabe.
Conclusão
É fato que evolução está é inviável. Entretanto, para provar cientificamente que todas aquelas coisas foram criadas por Deus, nunca será possível. Ainda, o apóstolo Paulo inspirado pelo Espírito Santo disse em Hebreus 11 vs. 3:
"Através da fé nós compreendemos que os mundos foram formados pela palavra de Deus; de modo que coisas que são vistas visíveis não foram feitas de coisas que aparecem (Hb. 11: vs 3)."
Para muitos, esta explicação é o bastante, mas, para alguns é ridículo. Entretanto, aquelas pessoas deveriam saber que a verdadeira resposta da nossa origem não se encontra em fósseis ou em explicações científicas complexas; a resposta verdadeira se encontra em Deus.

BIBLIOGRAFIA
Batten, Don. "DNA similarity of Human and Chimps." www.ChristianAnswers.net/q- aig/aig-c018.html
Humphreys, Russell. "Evidence for a Young World." www.ChristianAnswers.net/q- aig/aig-c012.html
"Is Molecular Evidence Conclusive?" http://library.advanced.org/19012/molecule.htm
John, Weldon; Ankerberg, John. Criação e Evolução. Oregon: Harvest HP, 1993.
Moses et al. Bíblia. Rio de Janeiro: Imprensa Bíblica Brasileira, 1994.
Paul et al. New Testament. Nashville: National Publishing Co., 1987.
"Punctuated Equilibrium." http://library.advanced.org/19012/punctuat.htm
"Scientists Speak About Laws of Nature." www.pathlights.com/ce_encyclopedia/
"Scientists Speak About Evolution." www.pathlights.com/ce_encyclopedia/
"Scientists Speak about DNA." www.pathlights.com/ce_encyclopedia/08dna04.html
Senapathy, Periannan. Independent Birth of Organisms. Madison: Genome Press, 1994.
Stebbins, G. Ledyard. Darwin to DNA, Molecules to Humanity. New York: W.H.F.C., 1982.
Taylor, Paul. "Evolution versus a Basic Law of Nature." www.ChristianAnswers.net/q-eden/edn-thermodynamics.html
"Theory of Evolution." http://library.advanced.org/19012/evotheory.htm
Zimmerman, Paul. Darwin, Evolution, and Creation. Saint Louis: Concórdia PH, 1959
Fonte: Pregai

estudo biblico sobre a criaçao


3 comentários:

Simone MartinS2 disse...

Boa noite querida, so passando para te deixar um forte abraços e boa semana! bjin

Antônio Lídio Gomes disse...

Minha amiga Val.
É este blog uma luz para nossas almas.
Você como uma maetra o conduz até os corações aflitos.
Pois invocamos Allah o Misericordioso. O que quer que seja que invoqueis, dEle são os mais belos nomes. e não alteies a voz, em tua oração, nem a silencies, e busca, entre ambas, um caminho justo.
E dize: "Louvor a Allah, que não tomou para si filho algum, e para quem não há parceiro na soberania, e para quem não há protetor contra humilhação." E magnifica-O, fartamente.
Um abraço afetuoso, paz, e felicidades em teus caminhos.

MIRZE disse...

MUITO BOM!

Tudo aqui é luz que você coloca de forma perfeita!

Beijos, Valkíria!

Mirze