Um poema sobre o Aborto - Via-Sacra dos Inocentes


Se o sol houver saído sobre ele, o agressor será culpado do sangue; o ladrão fará restituição total; e se não tiver com que pagar, será vendido por seu furto. Êxodo 22:3


Publicamos aqui a 'VIA-SACRA DOS INOCENTES' ou 'VIA-SACRA DOS NASCITUROS ABORTADOS', texto sobre o Aborto, muito bonito - e muito forte. É um texto católico, escrito por Richard Thaimann e adaptado por  J. Justiniano. Dada a importância da questão, e o poder de um texto assim, de transformar consciências e talvez vir a salvar muitas vidas, publicamo-lo com grande prazer.

1. CONDENAÇÃO
Eu fui condenado
à morte
antes de ter nascido.
A mim ninguém
me deu amor,
pois a mim
ninguém me quer.


2. JESUS COM A CRUZ
Carregaram-me
com a maldição
de ser indesejado.
Todos me amaldiçoam,
terei de ser
“eliminado”.
3. PRIMEIRA QUEDA
Eu sou um pecado,
“uma queda”.
Ninguém pode
ser obrigado
a carregar o erro
duma gravidez
não desejada!
4. ENCONTRO COM A MÃE
Quão doloroso, Senhor,
foi o teu encontro!
Eu… eu não tenho mãe,
que me encontre
e chore!
Eu estou encarcerado
no ventre de uma mulher
que me manda matar!…
5. O CIRINEU
Alguém ajudou-te
a levar a cruz.
A mim… a mim,
ninguém me ajuda!
O médico dará à mulher
um narcótico
para que ela não sofra
quando eu sofrer a morte.
6. VERÔNICA
Ó quem me dera
uma Verônica
que me consolasse
na minha condenação!
Ninguém sabe
da minha situação!
A “lei” cala
os próprios cristãos!
7. SEGUNDA QUEDA
É fácil
mandar me matar,
enquanto sou pequeno!
Meu pai faz cálculos;
quanto vou lhe custar?
Minha morte
sai mais “barato”!
Daí… tenho que morrer!
8. AS MULHERES
De que te serviram, Senhor,
as lágrimas
das mulheres?
Não puderam impedir
a tua morte!
De que me valem as “leis”?
“Legalizam” a minha morte!
9. TERCEIRA QUEDA
A queda é fatal:
Eu tenho que morrer!
Estão confirmados
os cálculos:
não há lugar para mim!
Não há um pedacinho
de pão para mim
neste vale de lágrimas.
Tenho que morrer!
10. JESUS DESPIDO
A ti despiram-te
dos vestidos.
Eu nunca tive
um vestido!
Apenas a minha pele.
Mas, mesmo assim…
agarram-me
com segurança!
11. CRUCIFICAÇÃO
A ti pregaram-te
numa cruz.
A mim partem-me
em pedaços.
E também “contam todos
os pedacinhos…”
para terem certeza
de que a mãe não fica
com infecção.
12. MORTE NA CRUZ
Tu morres.
Eu também.
Tu és inocente.
Eu também.
Lembra-te de mim,
quando entrares
no teu Reino…,
no teu Reino de Vida Eterna.
13. DESCIDO DA CRUZ
Morto, pudeste
repousar no regaço
de quem nasceste…
mas a mim
renovam-me apenas
a maldição…
Porque serei uma carga
a pesar… na consciência!
14. NO TÚMULO
A ti ofereceram-te um túmulo. 
Para mim apenaso monturo de lixo!… 
Lá esperarei o juízo final…
 quando terei de fazer
 o meu depoimentocontra…
“meus pais”.

Fonte: Folheto do Movimento GBM - Vozes e Ação em Defesa da Vida Nascente


13 comentários:

Dora Regina disse...

[...]Eu estou encarcerado
no ventre de uma mulher
que me manda matar![...]

Forte e verdadeiro este poema, o aborto é a maior covardia que algum ser humano pode cometer, para mim é incompreensível.
Um grande abraço, bom finzinho de domingo e uma excelente semana!!!

ValériaC disse...

Querida que tristeza essa realidade...
Sou totalmente contra o aborto.
Amiga, tenha uma semana plena de bençãos...de muita paz e alegrias...beijos...
Valéria

Multiolhares disse...

bem... muito forte este poema, e tanta verdade está nele vestido.
complicado falar sobre o aborto eu pessoalmente sou contra, mas como julgar certos nascimentos em que as crianças vão sofrer tanto como fome, maus tratos, crianças abusadas sexualmente, enfim... eu não sou ninguém para julgar as pessoas mas é assustador matarem esses seres predestinados a viver a seguir o seu caminho na terra e que alguém não deixa que aconteça
beijinhos

Mgomes - Santa Cruz disse...

Valquiria: É uma tristeza,mas uma triste realidade e o mais grave a que os nossos politicos ainda fazem leis a favor do aborto, uma passagem da Sagrada Escritura, para Deus ainda que morram todos os seres sejam eles de que especie para Deus vivem.
Beijos
Santa Cruz

Daniel Savio disse...

Realmente o aborto é crime (e pecado)...

Fique com Deus, menina Hanukká.
Um abraço.

Rosemildo Sales Furtado disse...

É a irresponsabilidade dos nossos legisladores que fomentam a irresponsabilidade das criminosas que praticam o aborto, quando poderiam evitar a gravidez e, no entanto, não o fazem.

Beijos e ótima semana pra ti e para os teus.

Furtado.

Machado de Carlos disse...

Ninguém tem o direito de tirar outra vida, mesmo antes de nascer.
a vida começa no momento da concepção.

Pelos caminhos da vida. disse...

Sou contra o aborto.

Obrigado pela sua companhia.

Bom dia.

beijooo.

Everson Russo disse...

Aborto, temos que ser contra sempre....beijos de bela semana pra ti.

O Árabe disse...

Aborto... uma das piores consequências das condições e frustrações humanas. :( Boa semana, amiga!

Mariazita disse...

Amiga
Que bom que eu consegui entrar. Já vim cá várias vezes mas não era permitida a entrada :)
Este poema é forte, muito real e tão triste!
Se todas as pessoas vissem o problema do aborto sob este prisma, não haveria muitas a favor.

Uma boa e luminosa semana. Beijinhos

Vanuza Pantaleão disse...

Sou totalmente contra, minha amiga. Matar já é um crime, quanto mais a uma criaturinha indefesa no ventre da própria mãe?
NÃO, NÃO E NÃO AO ABORTO!!!

Fiquemos todos na Paz do Senhor!!!Bjsss

vidaslife disse...

Meu deus, meu Deus, quão forte e verdadeiro este texto, soutotalmente contra o aborto. Lindo e forte seu blog parabéns por tudo pelos protestos e tudo mais. Estou a te seguir beijos.